Por George Huxcley

A verdadeira tradução do amor, não se encontra na felicidade
A felicidade e simplesmente a literal satisfação da auto-suficiência
Talvez uma noite escura não pode ser base satisfatória para uma vida;
Mais e a certeza de uma manhã! Pode ter certeza, isso e muito mais que um sonho.
Porque é a Verdadeira tradução da Felicidade, é o Amor,
E a Tradução de Amor é Deus!

Devemos semear a paz, o amor, a caridade, o perdão, a compreensão e a tolerância, não importa com quem, para quem ou em nome de quem…

Amor, é tão intenso como o fogo, e tão forte como a morte
Não se destrói na contenda, se fortalece na ausência
Não há ciúme desfasado, há confiança e cuidado
Não falha, Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Por causa da vitória houve uma derrota!
Fato consumível, irreversível, destino ou opção?
Livre arbítrio ou manipulação, sonho ou ilusão?
Fogo ou calor os queima? Quem é quem?

Ao olhar o horizonte, resquícios de uma noite de tempestade O nascer do sol trás as marcas de do que se passou, mas revela a esperança do amanhecer Entre as montanhas vemos, a bater asas, aquela em as cores começam a ter formas. Seus movimentos são novos, porém, possui a mágica do ballet, e a ternura da valsa.

Após uma metamorfose em crisálida, um ser que por muitos fora rejeitada, se transforma Em um lindo polinizador, responsável em distribuir, ao próximo o amor Nas mãos do Criador, és um instrumento não só de beleza mais também és prova de um milagre, Muito mais que colorir os céus, sua real função, e mostrar como Ele és Fiel.

Em meio a um imenso jardim, em que existe varias flores, o jardineiro a escolheu Não apenas para dar um brilho e uma nova forma, não apenas para levá-la ao Novo horizonte, em meio ao jardim o Jardineiro não olhou qual era mais perfumada, ou mais colorida, ele viu um coração, que lateja por Ele, a escolha em virtude do seu coração.

Em meio a grande jardim da vida, Ele deu um sopro de fôlego, no qual o momento em que sentiu, as pétalas se transformaram em asas, foi o momento em que abandonou as raízes que a prendiam na terra, e conquistou a liberdade dos céus, capaz de voar e sonhar O Criador e jardineiro deu a flor à capacidade de voar, e sonhar no alto, onde ninguém possa alcançar.

Lembro-me de ti a cada vez em que olho, o relógio, lembro-me de como o tempo parava ao seu lado, o mesmo tempo que se foi, fica só a lembrança e o desejo de te-lo de volta, ainda bem que não provei do teu beijo, se não consigo suportar olhar em um relogio, quem dera recordar do seu doce lábio.

E por favor não chores, seria uma injustiça, não estou ao teu lado para enxugar as lágrimas com meu abraço.
É como cultivar uma Flor, sem poder rega-la, esperando a chuva do acaso.

Fico me perguntando se sou capaz de retribuir um sentimento seu, você é uma princesa em seu castelo, e eu um forasteiro que vive a vida a passeio.

Mas confio no escritor do nosso conto, nEle oonfio os meus sonhos, e você é a resposta dele, mesmo eu não querendo acreditar.
Em um papo franco com Ele disse:

Não Busco um troféu, muito menos um espelho, busco alguém que possa confiar os meus sonhos, alguém que possa me dar uma familia, quero poder dizer a todos que encontrei o que sempre esperei, o motivo de sorrir, o tal grande amor.

Fonte: http://pensador.uol.com.br/autor/George_Huxcley/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s