MEU CARO AMIGO CHICO

Por Heleno Sotelino

O que será que será, Chico,
Olhar essa roda viva,
Chegar à janela
E ver Pedro Pedreiro cair de uma construção
Para amanhã ser notícia de jornal?

O que será que me dá
Vendo a banda passar
E gente humilde reverenciando a fortaleza
Se guardando prá quando o carnaval chegar
E formando uma corrente em volta da televisão?

Diz que Deus dará,
Ao sair do funeral de um lavrador,
Esperar chegar o ano novo
Achando que não existe pecado ao sul do equador.

Meu caro amigo,
Você pode ser a gota d’água
Do cotidiano sem açúcar
Que a gente vai levando.

Ouvindo o teu bom conselho
Me guiar até a rosa dos ventos
Na esperança de um bom tempo.
Deus lhe pague, Chico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s