UMA ORIENTAÇÃO PARA AQUELES QUE GOSTAM DE COPIAR SEM CITAR A FONTE

A cópia de uma obra não produz conhecimento, ao contrário, estagna os avanços proporcionados pela literatura científica. Entrando no mérito da qualidade da obra copiada, deve-se considerar que nem sempre o autor da mesma tenha conseguido elucidar suas ideias da melhor forma possível, e, por que não dizer, até que suas ideias não tenham sido as mais corretas acerca de determinado assunto? Assim, copiando-se esta obra, ou seja, valendo-se sempre de um mesmo ponto de vista, o conhecimento entra num ciclo vicioso.

Deve-se basear sim, nas obras intelectuais já produzidas visando a enriquecer o conhecimento e ampliá-lo, e não apenas reproduzi-lo. Todavia, pode ocorrer também deturpação das idéias do autor, o que acaba acarretando a infração do artigo 24, inciso IV, da Lei nº 9.610/98, quando da modificação das idéias sem o consentimento do mesmo.

Além das consequências à produção do conhecimento, o não respeito ao direito autoral irá acarretar também em prejuízo financeiro ao autor da obra intelectual, que não terá o retorno econômico devido pelo uso de sua criação. Ademais, fere o autor em seus direitos morais, ao não ter seu nome mencionado na divulgação da obra.

Desta forma, o plagiador não prejudica somente o autor, como também a toda a sociedade; transgride não só a ética, como também a cidadania. Ao estar inserido numa sociedade, o homem precisa adotar uma postura política, respeitando os direitos e os deveres dos demais, ou seja, deve exercer cidadania, para que possa ser estabelecida uma convivência harmoniosa.”

Fonte: Direitos Autorais: estudos e considerações: Ana Maria Pereira, Orientadora – Docente do Departamento de Biblioteconomia e Documentação – Centro de Ciências da Educação – FAED/UDESC; Luís Otávio Pimentel, Co-orientador – Docente do Departamento de Direito – Centro de Ciências Jurídicas – CCJ/UFSC; e Vivianne Mehlan, Acadêmica do Curso de Biblioteconomia – Centro de Ciências da Educação – FAED/UDESC. Florianópolis, 12 a 14 de novembro de 2003.

 

Fonte 2: Revista Eletrônica do CAES

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s