TRABALHO EFICIENTE DA POLÍCIA MILITAR REDUZ OS ÍNDICES CRIMINAIS EM SÃO PAULO

 

Recentemente foram divulgados os índices criminais do mais populoso estado do Brasil. São Paulo apresentou redução de todos os principais crimes com registros oficiais em 2015, com transparência e destaque ao trabalho policial desenvolvido.
Quanto aos homicídios registrados, o índice é muito favorável. A taxa é a mais baixa do país: 8,7 mortes ao ano, por grupo de 100.000 habitantes em 2015, o que represente 565 vidas poupadas no ano. Note-se que a média nacional do mais importante índice criminal é de 27 e, sem São Paulo no cálculo, a média sobe para 38.
No mesmo período, a Polícia Militar ampliou sua ação ostensiva, atuando na prevenção e na repressão à criminalidade, preservando a ordem pública. De fato, a principal força policial atuante em São Paulo deu continuidade ao aperfeiçoamento de sua gestão e, com isso, superou o desempenho operacional do período anterior, prendendo muitos criminosos, apreendendo milhares de armas, capturando diversos procurados pela Justiça, apreendendo muitas toneladas de drogas.
Para tentar justificar a expressiva queda dos índices criminais em São Paulo – enquanto vários estados registram aumento – algumas pessoas ouvidas sobre o assunto e até articulistas da grande imprensa conseguem encontrar explicações incríveis, não reconhecendo quem vem trabalhando forte na linha de frente da segurança pública em São Paulo, em atuação 24 horas por dia em todos os municípios do estado.
Não parece difícil aceitar que o trabalho eficiente da Polícia Militar faz diminuir os índices de homicídios e de outros tantos delitos, como se vê pelos fatos: a rápida prisão de muitos criminosos, as apreensões de armas, a efetividade na ação com presença ostensiva da força policial, as intervenções policiais estudadas e preparadas em plano inteligente de policiamento com técnica na distribuição dos recursos humanos e logísticos, o emprego sistemático de tecnologia voltada à prevenção.
Prova do papel determinante da força policial paulista é o fato de que, na menor oscilação e aumento da criminalidade em determinada região ou município, os mesmos observadores cobram diretamente os gestores de policiamento ostensivo quanto às providências cabíveis – note: cobram especificamente o trabalho da Polícia Militar.
Podem cobrar, sem dúvida, mas com o devido reconhecimento e respeito pela importância da atuação da Polícia Militar. De fato, são exatamente os policiais militares que enfrentam diretamente o crime na luta diária e ininterrupta em defesa da sociedade e muitos heróis fardados – anônimos aos olhos comuns – infelizmente são feridos e até morrem nessa missão de servir e proteger.
Podem também conferir os dados. Façam esse exercício e se surpreendam com os resultados. A PM é responsável por 90% das prisões, apreensões e capturas de procurados em São Paulo: apenas em 2015, os policiais militares prenderam 110.239 criminosos em flagrante e também apreenderam (em flagrante ou por mandado judicial) mais 22.367 infratores da lei! A PM paulista realizou, no último ano, mais de 35 milhões de intervenções (ocorrências, atendimentos diversos e operações), registrando 42 milhões de chamados no número de “emergência 190”, que geraram quase 6 milhões de ocorrências policiais (com despacho de viaturas), apreendendo 12 mil armas e 128 toneladas de drogas, além de recuperar 88 mil veículos roubados ou furtados.
Ainda, a Instituição vem aperfeiçoando os seus processos que refletem, por exemplo, no tempo médio de chegada de uma viatura (de cinco a dez minutos) com atendimento no primeiro toque em 98% das chamadas por telefone na capital. O novo Centro de Operações (COPOM) é modelo e referência de emprego de tecnologia a favor da segurança pública com controle e georeferenciamento das viaturas e equipes distribuídas com técnica e supervisão. Como consequência de operações e ações policiais planejadas, as prisões e outros importantes resultados operacionais crescem a cada ano, enquanto os índices criminais, como o homicídio, caem na mesma proporção. Existe, portanto, uma relação de causa e efeito notável e um nível de sustentabilidade que vem sendo testado nessa fórmula vitoriosa diante da questão da segurança pública, baseado na capacidade dinâmica do ator decisivo no cenário das ações policiais, no enfrentamento da criminalidade.
Por fim, o cidadão sabe que pode contar com a PM. O nível de confiança cresce na medida dos crescentes chamados pelo telefone de “emergência 190” que já somam 48 mil chamados ao dia apenas na capital São Paulo.
O trabalho eficiente e permanente da Polícia Militar representa uma inquestionável experiência de sucesso na segurança pública, fazendo os índices criminais caírem em São Paulo.

COMUNICAÇÃO SOCIAL PM

Anúncios

1 comentário

  1. Antonio Marcos Gulla · março 4, 2016

    Deus abençoa quem faz seu trabalho com respeito e amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s