Mensagem do comandante: O policial militar, nosso maior patrimônio!!

Mensagem encaminhada aos oficiais da área do CPI-9

 

Caríssimos(as) oficiais do Comando de Policiamento do Interior – 9,

 

Mais uma vez dirijo-me a cada um de vocês para falar sobre um tema que entendo ser de fundamental relevância a todo líder (e os senhores e senhoras são sempre líderes): o devido tratamento ao maior patrimônio de uma organização, seus homens e mulheres!

Parece repetitivo, e talvez até de fato o seja, mas despertar em cada um de vocês a reflexão sobre o fato de que se for dado o tratamento respeitoso, cordial, honesto e direto aos colaboradores fica mais fácil a gestão, é algo que entendo ser o meu papel.

Ninguém está na Polícia Militar para fazer caridade, nossa Instituição não é filantrópica! Mas de outro lado, nossos homens e nossas mulheres não são seres de “segunda categoria”, que se situam em grau abaixo de seus superiores do ponto de vista humano: somos todos iguais, apenas na Instituição ocupamos posições e papéis diferentes, cada qual com uma atribuição, que articulada deve no final do processo, render segurança pública, sensação de segurança às pessoas.

A hierarquia e a disciplina, colunas mestras da Polícia Militar, devem ser consideradas como instrumento que permita o atingimento das tarefas da Instituição e nunca utilizadas com o propósito de diminuir seres humanos em detrimento de outros.

“Não faça aos outros, o que não quer que seja feito a você!!!”: quantas vezes já não ouvimos esta frase??? Muitas e muitas vezes…Mas será que de fato a cumprimos??? Pensem, reflitam sobre as ocasiões em que você fez com o seu colaborador aquilo que não gostaria que seu comandante tivesse feito consigo…

Valorizar é reconhecer os bons, dar os méritos a quem merece…

De outro lado, também se valoriza quando se cobra, se exige, se responsabiliza aquele que erra e insiste no erro!!! Se não houver a punição ao mau, o bom poderá entender que não vale a pena ser correto.

Trate o tema “gestão de pessoas” sempre como uma prioridade: dedique um tempo para conversar com seu efetivo, instrua, oriente, reconheça publicamente e repreenda privadamente (a menos que a falta cometida também seja pública).

Cuide da “sua gente”, pois o policial militar respeitado, valorizado, reconhecido certamente tratará melhor o cidadão a quem deve servir e proteger e não entenderá esta tarefa como uma “obrigação”, mas sim como o seu papel, a razão da existência da sua função.

Uma excelente semana a todos(as)!

Coronel PM Humberto Gouvêa Figueiredo – Comandante

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s