PALAVRA DE DEUS

“Disse-lhe Jesus, eu sou o caminho, a verdade, e a vida, ninguém vem ao pai senão por mim”.

João (14:6)

Palavra de Deus 

(*) RENATO ALVES DE SOUZA

          Jesus teve por nobre missão conduzir homens a Deus, manifestando três de seus principais atributos, “Caminho, verdade e Vida”, notadamente, ao afirmar ser ele o caminho, Jesus se colocou como baluarte, como norte, como o guia da humanidade a qual, dia após dia, se vai perdendo seus mais refinados valores morais, éticos, e legais.

Nesta esteira, o Brasil figura no cenário mundial com o status de Estado Democrático de Direito com liberdade religiosa assistida por lei, todavia, ironicamente, quando comparado a países fechados, nos quais imperam regimes militares e religiosos, o Brasil se mostra mais violento e ardiloso, ao ostentar diversas atrocidades, batendo inclusive a marca recorde de 59.627 homicídios registrados no ano de 2014, conforme a publicação do jornal “Valor”, edição de 22 de abril de 2016, fatores que colocam o Brasil em primeiro lugar no ranking das nações que mais cometeram este tipo penal, no globo, morrendo mais pessoas do que um país em guerra.

Se, por um lado o Brasil está matando mais do que a Síria, por outro, estupra mais do que a África do Sul, pois, segundo a revista “Veja”, edição de maio de 2016, a cada 11 minutos uma mulher é vítima de violência sexual em solo brasileiro, isto levando em consideração que somente 35% dos casos de abusos sexuais são oficialmente registrados, devido ao desencorajamento que afloram às vítimas.

Entretanto, a falta de discernimento das pessoas se torna mais evidente, quando nos deparamos com determinados seguimentos da sociedade, clamando pelo fim da Polícia Militar, conforme ocorreu em determinada audiência pública realizada na câmara municipal de Ribeirão Preto/SP, no último dia 16 de maio, onde além de insultarem a Polícia Militar, expuseram cartazes aviltantes, e deram as costas ao Comandante de Policiamento do Interior Três, Coronel Humberto Gouvêa Figueiredo, o qual compunha a mesa.Isso nos arremete ao episódio de Jesus e Barrabás, quando o Governador da Judéia, Pôncio Pilatos, consultou àquela comunidade com o fito de saber a quem eles gostariam que fosse solto, Jesus, homem íntegro, reto, e inocente, ou o homicida e maléfico Barrabás, e cegamente elegeram Jesus à Cruz, o Calvário.

Ora, a Polícia Militar vai completar 185 anos no próximo dia 15 de dezembro. Esteve presente nos principais vultos da história do Brasil e do Estado de São Paulo. Só em 2015, retirou mais de 12 mil armas de circulação, efetuou 110 mil prisões em flagrante-delito, recuperou 88 mil veículos roubados, apreendeu 128 toneladas de tóxicos, recepcionou 42 milhões de chamadas de emergência, realizou 35 milhões de intervenções e eles querem o fim da Polícia Militar?

Tudo isso demonstra de forma clara o retrato de alguém que perdeu o caminho, esqueceu a verdade, e menospreza a vida, contudo, que o Senhor nosso Deus aplique sua misericórdia ao Brasil e, sobretudo, à Polícia Militar, de maneira que nos voltemos a Cristo como nosso guia e orientador, para que possamos através da nossa nobre missão policial-militar, resgatar os valores éticos, morais e legais há muito esquecidos no seio da atual sociedade.

(*) É Primeiro Sargento da PMESP e serve no COPOM do CPI-3

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s